segunda-feira, 27 de outubro de 2014

TESTEMUNHO DE CONVERSÃO - Pastor pentecostal anuncia sua conversão ao catolicismo.

O fundador da igleja pentecostal mais influente da Suécia, anuncia sua conversão ao Catolicismo

Fonte: ACI/EWTN Notícias
Tradução: MorroPorCristo

ESTOCOLMO, 12 Mar. 14 / 07:05 pm (ACI/EWTN Noticias).- Ulf Ekman, o fundador da igreja pentecostal mais influente da Suécia moderna e de toda a Escandinávia, anunciou - perante o espanto de aproximadamente três mil seguidores - em plena assembleia dominical, que ele e sua esposa Birgitta se converteram ao Catolicismo porque “nos demos conta que nossos preconceitos protestantes em muitos casos não possuem base alguma”.

Ekman dedicou quase trinta anos ao serviço da congregação “Palavra de Vida”, por ele fundada juntamente com uma escola bíblica com cerca de mil alunos, uma ONG de apoio a crianças na Índia, missionários na Rússia, Cazaquistão e outras zonas ex-soviéticas. É autor de livros traduzidos em 60 idiomas, além de apresentador de um programa televisivo internacional.

O ex pastor esclareceu que no decorrer de dez anos dedicados a conhecer mais profundamente a Igreja Católica, se viu atraído pelo Catecismo, a Doutrina Social e o exemplo de vida dos católicos carismáticos, com quem pôde compartilhar momentos em diversas oportunidades e em diferentes partes do mundo.

Na Suécia, apenas 1,5% da população é composta por católicos, e destes a grande maioria são imigrantes. Ekman explicou que a confirmação de sua decisão se deu ao conhecer o insólito vídeo que o Papa Francisco gravou para o congresso de pastores pentecostais que aconteceu nos Estados Unidos. Ele, que sempre foi a figura de referência da congregação (apesar de ter deixado de ser o pastor principal em março de 2013), destacou que crer na unidade dos cristãos “deve ter consequências práticas”.


O agora ex pastor ingressará na Igreja Católica na Páscoa deste ano (ndt: domingo passado) e confirmou que ambos “descobrimos um grande amor por Jesus e uma sã teologia, fundada na Bíblia e no dogma clássico. Temos experimentado a riqueza da vida sacramental. Temos visto a lógica em possuir uma estrutura sólida no sacerdócio, que mantem a fé da Igreja e que a transmite à geração seguinte”.

Ekman também expressou que na Fé Católica puderam encontrar “uma força ética e moral e uma coerência que pode enfrentar a opinião geral e uma tendência bondosa direcionada aos pobres e aos mais débeis, e por último mas não menos importante, temos estado em contato com representantes de milhões de católicos carismáticos e temos visto sua viva Fé”.

O Secretário Geral da Aliança Evangélica Sueca, Stefan Gustavsson, expressou que "Ulf Ekman é sem sombra de dúvida o líder cristão mais dinâmico e influente que tivemos na Suécia no último meio século. Seu significado e expressão internacional vai muito além do que a maioria dos suecos imagina; incontáveis pessoas em todo o mundo dão graças a Deus pelo serviço prestado por Ulf Ekman".

Em uma entrevista concedida à revista sueca, Varlden Idag, Ekman - que havia escrito diversos artigos anticatólicos em 1989 durante a visita à Suécia do Papa João Paulo II - afirmou que a figura de um Pontífice - neste caso, o Papa Francisco - "é a máxima expressão de um Magistério". Disse agora reconhecer e inclusive recomenda que para conhecer o catolicismo deve-se ir às fontes, como o Catecismo, o Magistério e a Doutrina Social.

Ao referir-se à unidade dos cristãos, disse que “faz muito bem manter uma boa relação com pessoas de diferentes comunidades, superar diferencias, deixar de provocar ou de aborrecermo-nos . Inclusive se não estamos de acordo, podemos buscar uma atitude conciliadora e objetiva. Isso é bom e mesmo necessário. Mas não é suficiente”.

Diante dessa resposta o entrevistador lhe perguntou se “Não seria suficiente que nos amássemos uns aos outros?", ao que Ekman respondeu: “Isso é o mesmo que dizem as pessoas que coabitam sem ter se casado! No entanto, Jesus não possui 20 mil esposas nem tem uma parceira de fato, mas sim uma relação interna e externa específica com uma Esposa”, referindo-se à Igreja.


Citando o Evangelho de São João, cap. 11, vers. 52, disse: "Sim, Jesus não iria morrer apenas pelo povo, mas também para Reunir os filhos dispersos de Deus (…). Jesus morreu por isso (…) Creio firmemente que é muito forte no coração de Deus o desejo de que nos unamos”.

“A Igreja é o Corpo de Cristo, uma entidade estruturada. É concreta, não é uma "nuvem de gás". O Corpo é visível. O modelo é Jesus, que teve um corpo visível durante 33 anos. Além do mais, como era no princípio? Nós gostamos de dizer que "voltemos ao cristianismo dos Atos dos Apóstolos…" e então só havia uma Igreja!”, enfatizou.
Ekman em seu contato com católicos descobriu “o quão viva é sua crença, os dons que possuem, o bem informados que estão, a força de sua fé. Os cristãos ‘de avivamento’ creem que possuem o monopólio desse ardor, então para mim foi uma experiência confortadora perceber de que não tínhamos este monopólio”.

Revelou que também o influenciou sua relação com o único Bispo Católico da Suécia, Mons. Anders Arborius e o Sacerdote e escritor, Rev. Padre Wilfrid Stinissen.

Por sua parte, Birgitta recordou que “quando descobri todos esses aspectos positivos (da Fé Católica) pensei: Por quê ninguém me os havia apresentado antes? Pensei: ‘Alguém me os havia ocultado, a mim e a todos os demais não-conformistas (referindo-se aos protestantes fora da igreja luterana estatal). Foi uma experiência repentina, depois de muita leitura. A expiação, a redenção, a crença nos milagres… tudo isso está de uma maneira forte e bem articulada, e muita gente sequer sabe disso. Me enrubesci de vergonha ao constatar nossa ignorância”.

Agora os esposos Ekman - que continuarão com o trabalho de solidariedade para com as crianças da Índia, serão fiéis da Paróquia Católica de Sankt Lars, em Uppsala. “Nos sentimos, um pouco, como Abraão e Sara: dois anciãos entrando em um país desconhecido”, acrescentam. "Porém, guiados por Deus (…). Mas, isso sim, com vontade de fazer coisas pela evangelização, pela unidade dos cristãos e seu melhor entendimento”, concluíram.


Ulf Ekman e a esposa Birgitta, diante do Papa Francisco

“Precisamos daquilo que Jesus constituiu na Igreja Católica. Preciso dos sacramentos, preciso do Magistério, preciso do Papa, preciso da Tradição que administram. Tenho necessidade da Igreja para minha própria salvação”, declama Ekman.

Nenhum comentário:

Postar um comentário